quarta-feira, 16 de junho de 2010

O Desertor\Traidor de PORTUGAL...Manuel Alegre!!!

Traidor? É com certeza. Quem com 60/70 anos não recorda as emissões da rádio Argel, incitando à deserção e/ou informando o inimigo da localização das tropas portuguesas
no teatro de guerra? Que “notável português”que incita o inimigo a matar soldados portugueses!!!! E quer este traidor ser comandante supremo das forças armadas....Só quem for igualmente traidor pode votar neste “poeta”.

O Desertor\Traidor de PORTUGAL

(LER TUDO ATÉ AO FIM)

O Desertor\Traidor de PORTUGAL
...Manuel Alegre, durante a guerra do Ultramar e depois da sua fuga, era locutor da rádio Argel, onde se congratulava pela morte de soldados portugueses...

A voz da Argélia, emissores criados por desertores que, através de infiltrados nas forças armadas, denunciavam as n/operações.
Muitas das emboscadas que sofremos resultaram da traição desses “grandes filhos da p.ta“. Uma das vozes que se ouvia era a desse pulha, Pateta Alegre. Lembro-me que 48 horas após se ter instalado um posto de observação, um grupo de combate, um canhão, um radar no cimo do morro de Noqui, donde nós observávamos toda a movimentação de aproximadamente, 2.000 “turras” concentrados numa sanzala no outro lado da fronteira, ouviu-se a voz do Alegre a denunciar a nossa posição. Andámos a levar porrada na estrada entre S.Salvador e Nóqui durante mais de 4 meses. Numa das viagens sofremos 9 ataques. Tudo por causa desse desertor e traidor.
Paulo Chamorra

Manuel Alegre - um DESERTOR

Muito obrigado pelo seu concordante comentário sobre a potencial candidatura de Manuel Alegre à Presidência da República.
Teria preferido, a bem da nossa Nação, que o seu comentário fosse no sentido de me provar que estou errado, o que, lamentavelmente eu não vou ouvir de ninguém.
Sabe, o que mais me incomoda é que, com 2 filhos e 6 netos, olho para o meu "prazo de validade" a chegar ao fim e sei que vou morrer com a angústia de lhes deixar um País, uma Nação, governados por aquilo que já o nosso saudoso Rei D. Pedro V - infelizmente morto na flor da idade - descrevia, na sua correspondência para o seu tio Alberto, marido da Rainha Vitória de Inglaterra, como uma "canalhocracia".

E inquieta-me profundamente que, desse último quartel do século XIX até aos nossos dias, não só nada tenha mudado para melhor, como a imunda República que nos governa, cujo primeiro centenário que este ano os socialistas irão celebrar e que custará aos contribuintes DEZ MILHÕES DE EUROS tenha, pela sua prática política legitimado que possamos dizer, hoje, que não é mais uma canalhocracia que nos governa, mas sim (e salvo raras e honrosas excepções) uma "quadrilhocracia".

Na minha qualidade de cidadão em uniforme que dedicou à nossa Pátria os melhores anos de toda a sua vida, a troco de um prato de lentilhas, já vi quase de tudo e, como anteriormente afirmei, só me falta ver Manuel Alegre - um DESERTOR - eleito PRESIDENTE DA REPÚBLICA e, nessa qualidade e por inerência do cargo, como Comandante Supremo das Forças Armadas Portuguesas.

Espero que os portugueses acordem antes que tal possa acontecer. Cordialmente,

Fernando Paula Vicente Maj-General da FAP

Caro MBC

Junto um texto do AJS que esclarece algumas das tuas dúvidas que - acho eu - o MA escamoteou naquela sessão e conseguiu enganar alguns dos presentes.

Eu também partilho da ideia que pode não ter sido "tecnicamente" desertor, mas foi garantidamente traidor, não somente em relação ao seu País, mas para com os seus concidadãos que lutavam com armas na mão - e alguns certamente morreram por culpa desse MA e seus apaniguados da Rádio Argel.

Mas há uma pergunta prévia: porque é que a PIDE o quis fora da guerra?

Porque houve muitos militantes do PC que foram para a guerra - como o MA - e até se portaram bem, havendo mesmo alguns com cruzes de guerra. E a PIDE, embora mantendo-os debaixo de olho, nunca os prendeu!

Eles cumpriam a sua parte da missão como militantes sintetisada na frase "quanto pior melhor" - querendo com isto dizer que quanto mais o regime se enredasse naquelas guerras, mais depressa cairia, como veio a acontecer.

Num aparte, direi que fala quem sabe pois, durante mais de dois anos (1970-1972), fui chefe da Secção de Contra-informação do QG/RMA e depois QG/CCFAA (quando as 2.ª e 3.ª REP foram transferidas para lá) e muitos processos dessa malta me passaram pela mão.

Outra pergunta é sobre as gravações dessas catilinárias da Rádio Argel.

Será que foram destruídas? Por quem? Se não foram, onde estão?

Gostava de saber e, se alguém puder informar-me, fico grato.
Outro aspecto é que o MA diz que morreu lá o seu melhor amigo - se calhar é o Sebastião de um dos seus livros. Mas esse não era amigo dele, era ele próprio, em termos literários, o seu alter ego.

E também nunca disse qual era a Unidade a que pertenceu, quem era o comandante de Companhia e/ou de Batalhão, que poderíamos confrontar com algumas das suas histórias.

Abraço
Coronel Albero Ribeiro Soares

Caro Alberto,
Concordo com o espírito implícito neste texto e no comentário de Carlos Frade. Porém, segundo me informaram, o poeta não é desertor nos termos rigorosos do Código de Justiça Militar, porque fugiu para Argel depois der ter passado à disponibilidade, o que aconteceu prematuramente, por decisão do Exército para deixar a Pide agir mais à vontade em consequência de actos menos patrióticos por ele levados a cabo.
Porém, além de fugir da prisão, deixar o país daquela forma em período difícil para os seus amigos do mesmo grupo etário, pode permitir que se diga que desertou do País. Por outro lado e mais grave, foi para Argel lutar de microfone na mão contra os milhares de portugueses que estavam em guerra no Ultramar e muitos não teriam morrido se ele não tomasse tais atitudes. Logo, foi um traidor à Pátria, aos seus compatriotas, independentemente do regime da época.
Nenhum português (com dignidade) que teve familiares a combater no Ultramar, principalmente os familiares daqueles que lá perderam a vida, deve votar nele. É preferível entregar o voto em branco, se não gostar dos outros candidatos. Um traidor não pode ocupar a cadeira de PR!!!
AJS

Comparando Militares do QP a Manuel Alegre "O DESERTOR"

Um DESERTOR seja qual for a cultura ou civilização É E SERÁ SEMPRE UM DESERTOR!

HOUVE TEMPOS EM QUE ATÉ ERAM FUZILADOS!

Conheci um HOMEM, EUGÉNIO ROSA (e de cuja cor politica até nem partilho), que esse sim, tem dignidade para se poder aceitar uma candidatura à Presidência da República, mas, dele, pouco ou nada se ouve para além de uns escritos sobre as suas lutas pela igualdade. Este homem era contra a guerra no ultramar mas não fugiu. Recusou sempre as suas mobilizações, mas cumpriu o serviço militar como todos os outros da sua geração. Penalizado, mas cumpriu, NÃO DESERTOU!
Este HOMEM que lutou "no terreno" em prol das suas convicções, esteve ao serviço de Portugal e cumpriu 7 anos na Trafaria e mais 2 destacado em Cabo Verde, onde com ele privei.
POR ISSO, UMA POTENCIAL CANDIDATURA DE MANUEL ALEGRE (UM DESERTOR) Á PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA PORTUGUESA, INDIGNA-ME!
IBz

NÃO SEI A VOSSA COR POLITICA MAS NEM TEM QUALQUER INTERESSE PARA O CASO.
SOMOS PORTUGUESES E ESTAMOS PRONTOS PARA DEFENDER O NOSSO PAÍS JUNTOS OU NÃO ???????

SE A RESPOSTA FOR NÃO ENTÃO É PARTIR E ESQUECER QUE TEVE PAÍS ALGUMA VEZ, MAS ESQUECER MESMO !

SE FOR SIM ENTÃO CONTINUEM A LER. SE OS NOSSOS PAIS, PRIMOS, IRMÃOS, AMIGOS FOREM MANDADOS PARA UMA GUERRA NÃO TEMOS NÓS O DEVER DE NOS JUNTARMOS A ELES ???? QUE RAIO DE GENTE SERÍAMOS NÓS SE OS TIVÉSSEMOS ABANDONADO QUANDO CHEGOU A HORA, ESCOLHENDO PARA NÓS « MELHOR SORTE» ?????? NO MÍNIMO TÍNHAMOS QUE ESTAR DISPONÍVEIS PARA. COMO PODE UM DESERTOR, QUE RENUNCIOU A ESTES PRINCÍPIOS BÁSICOS
PRETENDER SER PRESIDENTE DO NOSSO PAÍS. MAIS GRAVE COMO PÔDE ALGUMA VEZ SER ADMITIDO COMO CANDIDATO.
ISTO ULTRAPASSA TUDO . ESPERO SINCERAMENTE QUE A MINHA INDIGNAÇÃO SEJA TAMBÉM VOSSA PARA COMEÇARMOS A TOMAR CONSCIÊNCIA DE QUE ALGO TEM DE SER FEITO PELO NOSSO PAÍS. REPASSA PELO TEU CÍRCULO.
ISTO NÃO PODE FICAR ASSIM .
Carlos Frade

18 comentários:

  1. Olá a todos
    Li atentamente o vosso testemunho. Sabia de alguns factos, mas hoje tive a confirmação da veracidade dos mesmos. Nunca votaria em Manuel Alegre, nem que ele fosse o único. Abraço a todos com admiração

    ResponderEliminar
  2. eu soube disto através do meu avô! ele testemunhou tudo! até conhecia as 2 raparigas que ele levou com ele para a argélia! votar nele! nunca!

    ResponderEliminar
  3. BANDO DE FACSISTAS, Se tivessema coragem de desertar com um regime que espoliava tudo á familia, nem abriam a boca. Mas como os fascistas queriam perpetuar a esravatura, perpetuar a discriminaçao racial, claro que para esses, qualquer um que tivesse contrariado o regime é traidor, quando de facto os traidores sao aqueles que massacraram o povo portugues e vergaram outros povos a subemeterem-se as suas vontades desumanas! CRETINOS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Este regime não espolia nada às familias! Não senhor! Reveja a sua História de Portugal quanto à discriminação racial que se vivia no Portugal Ultramarino.

      Eliminar
    3. Meu caro eu não discuto aquilo que os outros fazem por ignorância, mas eu estive em Angola sei o que passei e muitos outros, vários amigos ficaram lá se este dito foi responsável em alguma coisa ele não deixará de o pagar. Quanto á sua condecoração estou-me marimbando. Que cada um receba aquilo a que tem direito. Mas essa acusação de facistas não me parece ficar-lhe bem, porque afinal quem são hoje os facistas?

      Eliminar
  4. TODOS OS TRAIDORES DEVEM SER FUZILADOS... UM ACTO DE TRAIÇÃO NUNCA PRESCREVE! ESTE ALEGRETE AINDA TENTOU LIMPAR-SE À CUSTA DE UM VALENTE HOMEM - O SR. TCOR PILAV BRANDÃO FERREIRA. SAIU-LHE O TIRO PELA CULATRA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saiu, saiu!
      AHAHAHAHAHAHAHAHA
      Vai ter de pagar 3000 euros de multa ao Estado e 25.000 euros a MA. E MA foi condecorado!
      Bem feita para esse TCorzeco atrevido!
      E tu, cuida-te!

      Eliminar
  5. Postugal é o unico Pais no Mundo que tem como Conselheiro de Estado um traidor MA

    ResponderEliminar
  6. Que tristeza que vai por aqui. Então termos como presidente da república um ex-pide já está bem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O seu anonimato deve-se a quê? cobardia talvez ou será mais dos chulos traidores?

      Eliminar
  7. Vejo aqui tanta babozeira que me apraz dizer algo para aqueles atrasados mentais que tentam envenenar a opinião pública. Em primeiro lugar estes oficiais de alta patente em quantas batalhas ou emboscadas estiveram? Mandavam os milicianos. O MA não o conheço mas pergunto, se ele informou da existência do canhão, radar etc em NOqui, como soube estando a milhares de quilómetros? Foi lá ver? Quanto ao morro de Noqui é falso ver-se e controlar-se movimentos do outro lado da frontreira, para isso havia informadores do nosso exército. Já agora e todos aqueles que fugiram para França, não eram desertores? Nas transmissões de Argel ao que sei relatavam factos ocorridos, combates, mortes, acidentes etc.

    ResponderEliminar
  8. > não seja por isso, esse pormenor do "Noqui"!

    Ora faça favor de descarrregar o pdf infra mencionado, ler tudo, inclusivé todos os conteúdos dos links nele referidos.

    Cpts.

    _______

    https://drive.google.com/file/d/0BxALSHKmR1LASUs4d3hxQjdJeWM/view?usp=sharing

    ResponderEliminar
  9. Boa Noite,depois de ler os comentários li ou sonhei que o M.A.passou à disponibilidade e só depois foi preso,neste caso não fugiu a guerra fugiu sim à pide e aos militres que enchiam os bolsos em cada comissão/férias que faziam na guerra.Cumprimentos

    ResponderEliminar
  10. Boa Noite,depois de ler os comentários li ou sonhei que o M.A.passou à disponibilidade e só depois foi preso,neste caso não fugiu a guerra fugiu sim à pide e aos militres que enchiam os bolsos em cada comissão/férias que faziam na guerra.Cumprimentos

    ResponderEliminar